Arquitetura da Informação

Este texto é um rascunho criado para facilitar o processo de consolidação dos conceitos acerca do tema em preparação para a prova da seleção de doutorado do curso de Ciência da Informação da Universidade de Brasília, todavia é inicial e, por esse motivo, pode conter incorreções.

 

Arquitetura da Informação

Para o autor Lima-Marques (2006) a Arquitetura da Informação é uma metodologia responsável por estruturar os Sistemas de Informação. Como é sabido, existem diversos tipos de Sistemas de Informação, desde sistemas especializados, como por exemplo os de saúde e biblioteca até sistemas de caráter mais geral. Cabe então à Arquitetura da Informação definir como a informação é melhor estruturada, permitindo assim que os sistemas de informação atinjam o público desejado.

A metodologia por trás da Arquitetura da Informação é responsável por retratar a gênese, transformação e consolidação da Informação. Essas três etapas citadas por Marques-Lima (2006) fazem paralelo com o ciclo da informação proposto por LeCoadic (2003), já que é baseada em uma abordagem tríplice que tem início na criação da informação – LeCoadic usa o termo “construção”. A gênese seria, portanto, o momento em que a informação é criada a partir de dados disponíveis. Têm-se, então, a criação de significado entre os dados e a consequente concretização da informação. A transformação se dá quando a informação é modificada para atender determinados objetivos informacionais e pode ser realizada a partir do diálogo entre pesquisadores. Já a consolidação se dá quando a informação atinge determinado nível de maturidade e pode, portanto, ser considerada estável.

Estas etapas possuem como objetivo tratar a informação de forma mais ampla possível, no entanto é preciso que ela esteja adequada ao seu usuário final, o que é feito através do Estudo de Usuário. Baptista e Cunha (2007) entendem que o objetivo deste estudo é coletar dados acerca dos usuários permitindo assim criar e avaliar os produtos de informação. Hora, se tais produtos são os responsáveis por fornecer informações e se os Sistemas de Informação abordados por Lima-Marques (2006) têm como objetivo disponibilizar informações armazenadas digitalmente, pode-se concluir que a Arquitetura da Informação está intimamente ligada ao Estudo de Usuário. Os dados coletados durante o Estudo de Usuário permitiriam compreender melhor como é o fluxo de transformação da informação proposto por Lima-Marques na metodologia de Arquitetura da Informação.

Estudo de Usuário

 

 

 

 

 

Esta entrada foi publicada em Ciência da Informação, Doutorado. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>